Somos uma referência mundial na regulação das drogas

drogas

A reforma de 2001 da política de drogas portuguesa ainda hoje é apresentada no mundo como inovadora. Tratamos a toxicodependência mais como um desafio médico do que como uma questão de justiça criminal.

Há mais de 20 anos Portugal descriminalizou o consumo de drogas.

Reduziu desta forma o consumo de heroína e cocaína e diminuiu a incidência do HIV, o número de overdoses e a criminalidade.

Portugal decidiu tratar a posse e o uso de drogas como um problema de saúde pública, não criminal.

Para tal, Portugal lançou uma grande campanha de saúde pública para combater o vício. Uma mudança de sensibilidade na forma como se olha para um consumidor de drogas.

Deixou-se de lado o preconceito que o comparava a um criminoso, passando a considera-lo como uma pessoa que necessita de ajuda e apoio especializado.

Houve a substituição de heroína pela metadona, e foram incluidos no Sistema Nacional de Saúde para tratar as doenças

A lição que Portugal oferece ao mundo é que, embora não possamos erradicar as drogas , é possível salvar as vidas dos viciados em drogas – se estivermos dispostos a tratá-los não como criminosos, mas como doentes.

Seres humanos que precisam de ajuda, não algemas.

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error

Um lugar para ler e compartilhar notícias positivas. Comemorar o que é bom em Portugal. Dar às notícias boas a visibilidade normalmente guardada apenas para o que é negativo. Ajude-nos a contagiar todos com este espirito construtivo!