Portugal o “Silicon Valley da Europa”segundo CEO da Hugo Boss

O grupo de moda alemão Hugo Boss selecionou Portugal para estabelecer o seu centro tecnológico, localizado em Gondomar. A partir desta localização, a empresa pretende transformar dados em informações estratégicas para impulsionar as vendas, reduzir despesas e combater o desperdício de peças de roupa.

O grupo de moda alemão Hugo Boss selecionou Portugal para estabelecer o seu centro tecnológico, localizado em Gondomar.

A partir desta localização, a empresa pretende transformar dados em informações estratégicas para impulsionar as vendas, reduzir despesas e combater o desperdício de peças de roupa.

Numa entrevista exclusiva ao ECO, o CEO da Hugo Boss, Daniel Grieder, revelou que o centro tecnológico poderá criar até 350 empregos nos próximos anos, em parceria com a empresa neerlandesa Metyis.

Grieder destacou a importância dos dados e da análise de dados para impulsionar as vendas online e melhorar o desempenho do negócio, com o objetivo de alcançar um total de 25% de vendas digitais até ao final deste ano, no valor de um bilhão de euros.

O CEO da Hugo Boss também elogiou as qualidades dos trabalhadores portugueses, salientando a formação tecnológica e a especialização em dados.

Grieder afirmou considerar Portugal como o “Silicon Valley da Europa” e que a decisão de estabelecer o centro tecnológico em Gondomar foi motivada pela visão de futuro e pelo potencial do país.

A escolha de Portugal como local para o centro tecnológico da Hugo Boss teve origem numa visita de Grieder ao país há cinco anos, durante a Web Summit em Lisboa. Desde então, o CEO percebeu o potencial tecnológico do país e a qualidade dos profissionais portugueses.

Atualmente, o campus tecnológico em Gondomar emprega cerca de 150 pessoas, mas espera-se que esse número cresça para 250 no próximo ano. O local conta com uma equipa multicultural, composta por profissionais de diversas nacionalidades.

Grieder enfatizou a importância da interação presencial entre os colaboradores e a construção de uma cultura empresarial sólida. Descreveu o espaço como “incrível” e mencionou planos de realizar reuniões de gestão no local. A Hugo Boss pretende ser uma plataforma global de moda orientada pela tecnologia.

Portugal tem demonstrado atratividade como destino de investimento estrangeiro, especialmente em setores dinâmicos de atividade.

O caso do grupo de moda alemão Hugo Boss, que escolheu o país para estabelecer o seu centro tecnológico em Gondomar, é um exemplo claro dessa tendência.

O investimento da Hugo Boss em Portugal não apenas cria empregos e impulsiona a economia local, mas também coloca o país no radar global como um centro tecnológico de referência na indústria da moda.

A decisão da empresa de instalar o centro tecnológico em Portugal foi motivada pelo potencial dos recursos humanos altamente qualificados, a formação tecnológica dos trabalhadores e a capacidade de trabalhar com dados e tecnologia.

Esse exemplo mostra como Portugal está a tornar-se um destino preferido para investidores estrangeiros que procuram capitalizar o talento local e beneficiar-se das vantagens competitivas que o país oferece.

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error

Um lugar para ler e compartilhar notícias positivas. Comemorar o que é bom em Portugal. Dar às notícias boas a visibilidade normalmente guardada apenas para o que é negativo. Ajude-nos a contagiar todos com este espirito construtivo!