Canábis Medicinal: Avextra e CESPU unem forças em Portugal

Avextra investe até 15 milhões de euros em pesquisa de medicamentos à base de canábis, em parceria com o Instituto Universitário de Ciências da Saúde - CESPU, em Portugal. Conheça os detalhes dessa colaboração inovadora e os potenciais impactos na medicina moderna

A empresa alemã líder na indústria da canábis medicinal, Avextra, anunciou um investimento substancial de até 15 milhões de euros numa nova empreitada de investigação em solo português.

Em parceria com o Instituto Universitário de Ciências da Saúde – CESPU, a empresa está determinada a abrir caminho para tratamentos inovadores e acessíveis.

Com a crescente procura por alternativas terapêuticas naturais, a Avextra está focada em desvendar os segredos médicos da canábis.

Este investimento não só impulsionará a investigação científica, como também promete abrir novos horizontes na medicina moderna.

A parceria estratégica entre a Avextra e o CESPU marca o início de um caminho em direção a tratamentos mais eficazes e personalizados.

Sob a orientação de especialistas de renome, prevê-se que esta colaboração resulte em avanços significativos no desenvolvimento de medicamentos à base de canábis.

Além disso, a Avextra demonstra o seu compromisso com o avanço da educação e formação ao fornecer apoio ativo na supervisão de alunos de mestrado e doutoramento em Ciências Biomédicas e Toxicologia no CESPU.

Esta iniciativa reforçará os laços entre academia e indústria e garantirá que as mentes mais brilhantes estejam envolvidas na procura por soluções inovadoras.

Com o potencial de impactar positivamente milhões de vidas em todo o mundo, este investimento da Avextra representa um marco crucial em direção a uma medicina mais inclusiva e holística. À medida que a investigação avança e os resultados emergem, o futuro da saúde nunca pareceu tão promissor.

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error

Um lugar para ler e compartilhar notícias positivas. Comemorar o que é bom em Portugal. Dar às notícias boas a visibilidade normalmente guardada apenas para o que é negativo. Ajude-nos a contagiar todos com este espirito construtivo!